sexta-feira, 30 de maio de 2008

Arquivos do Blog antigo...

>> ARQUIVOS DO BLOG ANTIGO <<
28 de maio de 2006 -Psicologia Aplicada

Gente, esses dias eu li no blog do Matheus (http://www.gustavoguimaraes.com.br) uma história muito interessante.

O Matheus, quando estava com 4 anos, se machucou na piscina e mesmo sendo só um raladinho, fez o 'maior berreiro'.

Reparando que o Matheus chorava mais intensamente quando olhava para o 'dodói', o papai dele (o Gustavo) teve a brilhante idéia de dizer a ele que o machucado só dói quando a gente olha pra ele. E não é que deu certo?? O Matheus parou de olhar pro dodói e parou de chorar também!

Achei isso muito engraçado, mas achei que só funcionasse com o Matheus mesmo. Mas hoje, enquanto cortava as unhas da Mel, ela fazia o maior berreiro, como sempre. Aí eu me lembrei dessa história e me arrisquei:

- Filha, só dói cortar a unha se você olhar pra ela. Se você não olhar, não vai doer. Olha pro papai...

E, surpreendentemente, ela parou de chorar e ficou olhando pro papai:

- É mesmo, mamãe... Não tá doendo mais...

É, gente... Blog de criança também é cultura!


O link para essa história está aqui:
http://www.gustavoguimaraes.com.br/arquivo/GG_arquivo_16.htm#106649828497811894

Abaixo vocês podem conferir o Matheus: (Não é uma gracinha? )





27 de maio de 2006 - Esconde-esconde

É incrivel a criatividade de algumas crianças. A minha, por exemplo.... como aqui em casa não tem muitos 'esconderijos'... olha como ela decidiu se esconder:





12 de Maio de 2006 - A Mel e a 'Doydete'

Dia desses, no supermercado, vi uma boneca a cara da Mel: Loirinha, com uma mecha roxa no cabelo (não que a Mel tenha uma mecha, mas é que a boneca de mecha fica meio maluquinha, o que, inevitavelmente, combina com a Mel ;) ), com uma bolsinha a tira colo e um óculos mucho loco.
A cara da Mel!
Fiquei empolgadíssima para comprar, mas ela já tem tantas bonecas (e não liga pra nenhuma delas) que no final das contas acabei desistindo.

Mas aconteceu que, semana passada ela teve catapora e teve que ficar com a vovó. E em uma das vezes em que falei com ela, depois que eu desliguei o telefone, ela colocou as mãozinhas na cabeça e disse para minha mãe:
- IIhhh, vovó... 'queci' de pedir pra mamãe trazer 'pisente' pra mim...
Minha mãe, claro, não aguentou e me ligou em seguida, para que a Mel pudesse pedir o tal presente...

Bom, nem preciso falar pra vocês que eu lembrei da boneca. E como não sou de ferro... acabei comprando a bonequinha mesmo... afinal, quando eu iria encontrar uma outra boneca com um óculos muito doido e o nome de 'Doydete' ?? ... rsrs

Aí, no fim-de-semana eu fui buscá-la e levei o tão esperado 'pisente'. Pra minha surpresa, ela abriu a caixa, olhou um pouco para a boneca, comentou do óculos, da bolsa, brincou um pouquinho... e depois deixou a Doydete lá no sofá... meio que abandonada.

Pouco tempo depois, minha mãe encontrou nas gavetas um sabonete velho, que a Mel acabou pedindo quando viu. Pra minha surpresa, ela não largou mais o sabonete, enquanto a Doydete ficou lá... esquecida no sofá.

Algumas horas depois eu estava no quarto quando meu pai chegou e eu escutei a Mel correndo ao encontro dele, gritando, feliz:
- Vovô, vovô, olha o que eu ganhei! Olha o que eu ganhei!

Eu fiquei alegre pensando: "poxa, que bom, ela está mais feliz com a boneca"... Mas minha alegria acabou quando escutei meu pai dizendo:
- Que legal! Um sabonete! :(

Ela tinha ido mostrar o sabonete, não a boneca.... >:(

Se eu soubesse, teria economizado 38,00 e comprado só um sabonete...

Vai entender o que se passa na cabeça dessas criaturinhas??

.......

Abaixo, vejam as fotos da Mel e a Doydete





A Mel e a Doydete - parte II

Eu contei pra vocês sobre a bonequinha que eu comprei pra Mel. Eu achei a boneca a cara dela... mas acho que ela não gostou muito não (será por causa da mecha?? :) ). Se bem que a Mel não gosta muito de bonecas mesmo... Acho que isso ela puxou de mim... eu odiava ganhar bonecas quando era criança.

Bem, mas eu não desisto muito fácil... então, ontem, resolvi tentar uma aproximação entre as duas...
Na hora da Mel dormir, coloquei a Doydete ao seu lado e disse:

- Ela vai fazer naninha com você.

A Mel ficou paralisada, olhando fixamente a boneca sem nem piscar. Eu fiquei intrigada, mas resolvi não perguntar nada, pra não interferir no 'relacionamento' das duas.
Ela ficou um tempão assim, olhando sério para a bonequinha, até que por fim olhou pra mim e comentou:

- Mamãe... esse neném não fecha o olhinho...

(Ahhh... então era esse o problema... ela estava acostumada com as outras bonecas, que fecham os olhos quando a gente as deita)

De improviso, eu arrisquei:

- É que esse neném dorme de olho aberto mesmo.

E não é que deu certo?
Ela virou de lado e apagou...

Ser criança é tão bom! Eles acreditam em qualquer coisa!


A Mel e a Doydete - parte III

Depois da fase de 'desconfiança' que a Mel teve com a Doydete, agora elas entraram na fase da cumplicidade. E as duas contra mim! :(

Vou explicar.

A Mel está com uma mania terrível de ficar batendo na gente. Ela bate em todo mundo, em mim, no Fabio, nos avós... Até as tias da Escolinha reclamaram (essa fase de violencia está se manifestando também com as outras crianças da Escola). Vira e mexe ela mete a mão em algum coleguinha. :(

Ontem, quando ela me deu um tapa brincando, (depois de eu ter explicado várias vezes que não podia bater) eu abaixei a cabeça e fiquei séria. Ela ficou me chamando mas eu não olhei (pra ela ver que eu realmente estava chateada).

Então depois de inúmeras tentativas frustradas de chamar minha atenção, ela desistiu, se levantou e disse:

- Você é chata.
Antes que eu pudesse ver onde ela estava indo, ela pegou a "Doydete" e disse pra ela:
- Né, nenê, a mamãe é uma chata.
rsrsrs... FAlando mal dos pais... Agora ela ficou amiga da boneca!


.....................

Mas, continuando a história sobre a violencia...

Embora senti muita vontade de rir quando escutei ela falando isso pra bonequinha, eu me controlei e não ri, porque percebi que era um momento único pra ensinar uma lição a ela. Então fiquei mais um tempo lá... de cabeça baixa, triste.

Depois de um tempo, a Mel voltou (com a Doydete ah-ha!), fez carinho no meu rosto e disse:
- 'Diculpa' mamãe, não era pra fazer dodói em você.
Ahhh... me deu uma vontade de rir e beijar ela logo.... mas eu me controlei e expliquei:
- Filha, não pode bater nas pessoas. Faz dodói, as pessoas ficam tristes, não pode fazer isso.
E antes que eu pedisse pra ela não fazer mais, ela mesmo disse:
- Eu não vou bater mais, mamãe.
Pronto. Agora eu perdi o controle e cobri ela de beijos. Essa é a minha garota!!

Pra quem não entendeu ainda porque o nome da nova bonequinha da Mel é Doydete, tá aí a resposta...

By Gisa