domingo, 23 de março de 2008

Na (demente) mente de uma anoréxica

- O que você vai jantar?
- Já jantei.
- Não, você comeu um iogurte.
- É, eu jantei.
- E iogurte é janta?
- É.
- As pessoas normais comem, sabia?
- Eu como o suficiente.
- Não, você come muito menos do que seu organismo precisa.
- Eu como o suficiente.
- Sabe o que acontece quando você come menos do que seu organismo precisa?
- Hun? (com bocejo)
- Seu organismo começa a te atacar.
- Mas eu como suficiente.
- Suficiente seria 2000 calorias por dia. É o que qualquer ser humano precisa para sobreviver.
- Eu não preciso de tudo isso.
- Não fala besteira, ignorante!
- Não é besteira... eu fico sentada quase o dia inteiro, não preciso desse absurdo de calorias.
- Mas enquanto você tá sentada, seu organismo tá funcionando e pra ele funcionar, precisa ter energia.
- Energia pra que, se eu não tô fazendo nada?
- Cala a boca, ignorante. Você pára de comer, mas seu organismo continua comendo, sabia?
- Comendo as gordurinhas!
- Você não tem mais gordurinhas.
- Tenho um monte, olha aqui ó! (apertando as gorduras)
- Isso não é gordura, isso é músculo. Seu organismo já tá comendo seus músculos. Sabe o que ele vai comer depois?
- Mais gordurinha.
- VOCÊ NÃO TEM MAIS GORDURINHA. Seu organismo vai atacar seus ossos em busca de calorias e vitaminas. E quando acabar isso dos seus ossos você vai estar com osteoporose e seu organismo vai procurar isso nos seus órgãos vitais.
- Hun... por isso que aquela modelo morreu gorda mas com falência múltipla dos órgãos?
- Que modelo?
- Uma que morreu o ano passado.
- Com quantos quilos ela morreu?
- 52.
- 'Gorda'?
- É, ué. Ela já tinha ficado com 38 e não tinha morrido.
- Sabe porque ela morreu?
- Por que?
- Porque o organismo dela tirou todos os nutrientes dos órgãos vitais, e quando o peso dela voltou ao normal, os órgãos dela não conseguiram mais trabalhar.
- Por isso que é bom eu emagrecer.
- Pára de falar besteira!
- Mas é, ué. Quanto mais magra eu for, menos vou precisar comer.
- Deixa de ser louca!
- É verdade!
- Claro que não! Mesmo magra, seu organismo continua trabalhando. Seu coração precisa de energia pra bater. É preciso ter energia pro seu sangue correr pelas veias.
- Mas quanto mais magra eu for, mais fácil vai ser o trabalho do meu corpo.
- Você não vê que tá louca? Por acaso as suas veias diminuem de tamanho? Você encolhe?
- Não encolho, mas fico mais leve.
- Se você não voltar a comer como uma pessoa normal (As pessoas normais comem, sabia?) Você vai ter falência do fígado (vai ter que transplantar e ficar mais de anos na fila). Você não quer isso, quer?
- Não.
- Ou então você vai sofrer uma falência dos rins. Você já teve problema no rim da outra vez que ficou sem comer, lembra?
- Lembro.
- Se seus rins pararem de funcionar, você vai ter que fazer hemodiálase, ficar quatro horas ligadas numa máquina em um hospital. Você também não quer isso, quer?
- Não. Mas eu não vou ter isso, porque eu como o suficiente pra viver.
- Você não tá vivendo, tá vegetando.
- Desculpa aeee, meu maior prazer na vida não é comer. Não vegeto por ficar sem comer. Não é doloroso ficar sem comer.
- A é, esqueci. Você gosta de sentir seu estômago vazio, né, doente?
- Não sou doente.
- É sim.
- Meu amor, só não quero que você fique doente e não tenha mais volta. Não quero você com uma anemia profunda, ou uma leucemia. Já pensou se você tem uma falência múltipla dos órgãos e morre também, igual a modelo?
- Se eu morrer não quero ser enterrada onde eu nasci.
- Onde você quer ser enterrada?
- Aqui.
- E se a gente estiver em outro lugar?
- Você manda meu corpo prá cá.
- Ou o que restar dele.
- Mas você então manda o que restar dele prá cá.
- Só se você morrer velhinha ao meu lado, de morte natural. Se você morrer antes do tempo de anorexia, eu te enterro na cidade que você nasceu.
- Lá não, por favor!
- Enterro sim. Fica sem comer e morre de anorexia pra você ver se não te enterro lá. Daí você vai ficar presa lá naquela cidade que você tanto odeia por toda a eternidade.
- Você teria coragem?
- Claro!
- Tá. Eu vou jantar.
- E vai comer maçã(*) de sobremesa?
- Vou comer o que você quiser.
- Tá.

(*): A maçã é pra ter certeza de que a anoréxica em questão não vai provocar vômito depois de jantar. (Dói muito vomitar maçã)

Nenhum comentário:

By Gisa