terça-feira, 8 de novembro de 2011

Marroquino folgado

Eu, na fila no caixa ràpido (que tambèm è a fila para gestantes, idosos e mulheres com crianças de colo) hà 15 minutos. Quando, enfim, chega a minha vez, aparece um marroquino com suas duas mulheres, seus 14 filhos, seus DOIS carrinhos amuquinados de compras... e simplesmente entra na minha frente, como se eu fosse um poste parado ali sò por enfeite.

Ahhhhhhh se tem uma coisa que eu nao suporto è marroquino*. E se tem uma coisa que eu odeio è marroquino folgado. No final, dà na mesma, porque TODO marroquino è folgado.
- Mi scusi?
- Si?
- Eu tava aqui primeiro!
- Mas o caixa è preferencial (e apontou a placona em cima de mim)
- E eu estou gràvida (e pus a mao na barriga aproveitando-me do meu bucho sobressalente) e mesmo assim estou aqui hà 15 minutos!
- Ah, desculpa!
E tirou da minha frente os carrinhos, as mulheres e os 14 filhos.

Eu poderia ter parado ali, mas olhei para o Henry (que a essa altura queria virar uma mosca e sair voando) e resmunguei:

- E que cavolo! O cara chega aqui, se mete na minha frente e nem pede permissao! Folgado!
- Basta, Rony!
- Basta o caramba! Essas pessoas nao tem a menor educaçao!

E mostrei para o Henry e para todos da fila as mulheres e os filhos do marroquino que, agora que o paizao jà tinha conseguido um lugar na fila (2 clientes atràs de mim) estavam descansando divinamente em dois dos sofazoes que o Hipermercado tem no lado de fora. Perceberam?? O cara leva as duas mulheres e os 14 filhos pra furar fila, depois as raparigas vao descansar e o malandro, mesmo sendo um jovem homem de 1,80m e 90 kilos, passa na frente de mulheres gràvidas  e velhinhos!

Nao posso mesmo com essa gente. Eles vem sabe Alà de onde e pensam que podem sair por aì tratando as mulheres como cachorro igual faziam là na p**t***pariu. Pelamor!

................................
(*) Um dia vou explicar porque nao gosto de marroquinOs (homens). Mas hoje nao to com vontade.
PS: O Henry ficou ainda mais puto comigo quando descobriu que um amigo estava logo atràs da gente (e eu nao tinha visto) e veio perguntar pra quando era o bebe. Pèrfida que sou, saì de perto e deixei o Henry usar toda a sua polidez pra cuidar da situaçao.

Nenhum comentário:

By Gisa