segunda-feira, 30 de julho de 2012

Acumulador de coisas

Aqui na Italia tà passando uma serie feita em forma de documentario que mostra a casa daquelas pessoas que tem mania de guardar tudo. Acho que se chama "Soterrados em casa" ou alguma coisa assim. Todas as pessoas da sèrie tem a casa completamente amuquinhada de coisas velhas, quebradas e inuteis, tanta coisa que dentro da casa nao se pode nem caminhar direito. Os donos da casa começam fazendo um tratamento psicologico, para depois dar inicio à limpeza da casa.

Mas por que eu toquei no assunto?

Porque, gente, eu tenho certeza que o Henry è uma dessas pessoas.

Essa semana vem uma amiga brasileira que està na França passar o fim-de-semana aqui e ... a casa estava SEM CONDIçOES de receber visitas.

Tipo assim: A estante da sala, ao inves de ter pequenos enfeites e retratos, estava entupida de revistas, jornais, caixas etc. Tudo coisa velha, que eu falo pro Henry "Joga fora, nao te serve!" e o Henry responde "Mas pode servir um dia" ou "Mas eu me apeguei" ou "mas tem tanta historia essa caixa...". Sabe gente, eu nao sei mais o que fazer. E o pior è que as coisas que ele acha que "pode servir um dia" sao coisas que eu SEI que nunca irao servir, porque ou sao caixas de celulares que jà nem existem mais ou catàlogo de mòveis de dois ou tres anos atràs. E eu falo que as caixas sò ocupam espaço, e falo que as fabricas de moveis todos os anos fazem catalogos novos, mas a criatura nao desapega.

Outro dia eu comprei uma bolsa porque a minha tava velhinha demais. Eu amava aquela bolsa, era uma levis que eu tinha comprado antes de sair do Brasil, mas ela estava um farrapo. Entao comprei uma bolsa nova e, como num ritual de despedida, beijei a levis e falei "Adeus bolsinha". O Henry ficou desesperado:
- O que voce vai fazer??
- Vou doar pra caridade.
- Naaao, guarda ela!
- Mas nao me serve mais!
- Mas guarda, guarda... quanta coisa voce jà passou com essa bolsa!
Entao gente, aì eu começo a me preocupar seriamente. 

Tambem notei que em toda mudança no guarda-roupa de verao/inverno eu doo um monte de roupas, coisas que estao velhinhas ou que sao novas mas que em 1 ano nunca usei. Se nao usei em um ano, provavelmente nao vou usar, entao pra que guardar? Jà o Henry nunca deixa eu doar nada seu. Nosso guarda-roupa tem 6 portas, e 4 delas è de uso exclusivo do Henry. E eu falo: Nao tem mais espaço nem pra um fio de cabelo!

Alèem do guarda-roupa, quase todas as roupas que tem embaixo da cama (no baù) è dele tambem. O armario dele na casa dos pais ainda tà cheio de roupas, e o armario de 6 portas na garagem do pais està entupido de roupas suas. Ele tem roupas que comprou e nunca usou (e se nao usou em tres anos que estamos juntos... quando è que vai usar??), roupas de quando ele era gordo (que ficam absurdamente grandes e nao dà pra usar) e roupas de quando ele era absurdamente magro (calças que atualmente nao passam nem no joelho). Eu falo sempre: "Tanta gente precisando de roupa e voce aì, com tres armarios cheios e nao usa nem 1/4 do que tem!". A resposta è sempre a mesma: "Um dia eu posso usar!". E as coisas ficam là.

Aqui em casa nao tem espaço pra mais nada: eu deixei atè de comprar livros, sò to pegando emprestado na biblioteca, porque juro pra voces, nao tem onde colocar!
E enquanto eu faço greve de compras, a criatura compra, compra, compra...

Hoje fiz uma limpeza: Sò deixei as revistas de caça, off road e direito. As outras joguei tudo fora.
Tinha uma portinha na estante que tava cheia de caixinhas (de relogio, celular, telecamera, etc). Eu achava que estavam com seus respectivos aparelhos mas aì hoje, quando eu abri, sò tinham as instruçoes dentro. Prestei atençao e reparei que eram todas de coisas que ou jà quebraram, ou jà perderam a garantia, ou a gente usa todo dia. Cara, se voce usa um relogio TODOS os dias... pra que guardar a caixa???
Foi TU-DO pro lixo, sem dò nem piedade!

Notei uma coisa: o Henry nao sabe jogar fora as coisas! Nao falo sò de caixas, revistas e coisas que ele se apega, falo de TUDO. Por exemplo, quando a pasta de dente acaba o que uma pessoa normal faz? Abre uma nova e joga fora a caixa da nova e a pasta velha. O Henry nao. As vezes ele muda tudo de lugar no armario do banheiro pra arrumar um lugarzinho pra caixa vazia ... e eu falo: "Cara, è mais facil jogar no lixo!" Ele sò ri.

Acabam os biscoitos? A embalagem volta vazia pro armario.
Acaba o cafè? A caixa volta vazia pro armario.
Meu, nossos armarios sao tao cheios, mas taaaaao cheios que eu asseguro voces que è mais facil jogar no lixo do que arrumar lugar no armario para as embalagens vazias.
As vezes eu atè falo: Deixa em cima da mesa que eu jogo fora!
Mas naaaaao. Criatura adora guardar embalagens vazias nos armarios.

No começo eu ficava louca, todo dia controlando tudo e vendo onde tinha embalagem ou caixa vazia pra jogar fora. Depois larguei mao, stressante demais.

Hoje fui dar uma limpa no seu armario no banheiro e, embora o armario seja pequeno, tirei de là 2 bolsas CHEIAS de embalagens vazias.
Sabem quantas bolsas (entre revistas, jornais velhos e caixas vazias) eu tirei da estante hoje? Quatro. QUA-TRO!!
Quero ver quando ele chegar e ver que joguei tudo fora. O bicho vai pegar.
To nem aì ò.
Nao dà pra viver assim, nao.

14 comentários:

Sheyla disse...

Gisa, vc narrou a minha vida! Meu marido tb é muito apegado às coisas. Quando mudamos pra cá, foi preciso se desfazer de muuuuita coisa e ele sofreu muito. Tanto que, no Brasil, restaram algumas caixas com coisas nossas: fotos, algumas coisinhas de casa etc...Foram umas 6 caixas. 1 das coisas de casa e 5 de coisas dele!! 5 caixas de sapatos, calças, camisetas que ele já não usava há anos e vai ficar mais tantos sem usar! Eu sou contra! Todo final de ano o obrigo a fazer uma faxina. Quando ele consegue tirar umas 6 camisas, uma claça e um sapato já considero uma vitória pessoal! Mas sabe que isso é de família?! Meus sogros são assim. guardam tudo. Uma vez, fiz uma faxina na casa do meu sogro da fazenda. Joguei fora remédios vencidos há mais de 10 anos!!! Vc acredita que quando voltei na semana seguinte na fazenda os remédios tinham voltado para o armário??? Ele foi a noite no lixo e trouxe tudo de volta!!!! Eu brinco que tinha um potinho em forma de urso filho do demônio na fazenda. Todo final de semana eu jogava o urso fora e na outra semana o desgramento estava lá no armário, rindo de mim!! Acho que é preciso muita psicologia mesmo! Agora, sabe o que é pior? Quando faço faxina por conta própria na papelada do Guto e jogo fora um montão de coisas e, na semana seguinte, sem ele saber da faxina, ele pergunta: vc viu um papelzinho que tinha um número de telefone escrito em vermelho que estava na minha gaveta de papéis? Parece que adivinha!!! E eu virei a mulher que joga tudo fora!!!é difícil isso...boa sorte!!! Bjs

Geíza Bolognani disse...

O meu não chega a tanto, mas em algumas coisas é parecido...
Quando surto e faço as "limpas" tem que ser sem ele ver. Senão vai catar suas tranqueiras no lixo, rs.
Por tranqueira inclua até remédio vencido.

Eliana disse...

Aqui a gente guarda umas embalagens por conta da garantia, mas vira e mexe a gente dá cabo das coisas. Fofis tinha caixas de fitas K7 e de vídeo com séries inteiras da tv gravadas nelas...nossa, fiz ele se desfazer, levou um tempinho, mas ele deu fim hahaha Nossa, já pensou se ficar velho e deste jeito...logo é o Henry neste programa da TV hahaha Aqui na Holanda tb tem! hahaha

Sandra disse...

Nossaaaaaaa!!! Realmente é um problema isso... até entendo guardar uma ou duas coisas que tenham uma história, mas caixas vazias já é um pouco demais. Da próxima vez tente fazer isso com a ajuda do seu marido, pra ele tentar se desapegar e lidar com a angustia do se desfazer. Ultimamente eu tenho me desapegado de muitas coisas, sábado mesmo coloquei um saco de roupas em um dos conteiners de doação que há em um supermercado perto de casa, pois fiquei um pouco traumatizada com a arrumação que estamos fazendo na casa que foi dos meus sogros e eles guardavam muitas quinquilharias! Aqui em casa não quero juntar nada que eu não vá usar!!
Por aqui, em um canal de TV alemã, também está passando uma série assim e é impressionante o que as pessoas guardam. Em muitos casos eles tem TOC, e é preciso mesmo uma ajuda psicológica para lidar com o problema. Boa sorte na arrumação por ai :-). Bjs

Flor disse...

Gisa que maravilha que vc está limpando tudo! Uma vez li em um texto que devemos abrir espaço para as novidades :-) É muito bom sentir que estamos abrindo espaço jogando as coisas que não prestam fora. Parabéns pela iniciativa! E sobre esse programa de tv, meu Deus, tem uns que dá uma agonia assistir né? Tô contigo, não dá pra viver assim não! Beijos!

Ju disse...

A minha tia também tem esse problema. Ela guarda caixa de leite, lata de extrato de tomate, lata de achocolatado. Guarda TUDO!!! Lava com cuidado e guarda... diz que pode ser útil para reciclagem. Se ela fizesse, ainda tava bom, né?! Mas não, ela só fica guardando. A casa dela é bem parecida com a que mostra nesse programa. Eu não sei como as pessoas aguentam. Eu já tenho o problema ao contrário. Não consigo ficar muito tempo com as coisas... jogo quase tudo fora. Guardo revistas por uns seis meses e depois dou, roupa também. Nem e-mail eu gosto de guardar!!! hahaha O meu problema é crítico também!!! hahaha Mas como falaram ali em cima, eu também sou a mulher que joga tudo fora. Se alguém não sabe onde está algum objeto, logo dizem: "ela deve ter jogado fora"!

Cristiano disse...

Disso tudo... só estou pensando...
Como alguem guarda caixa vazia?!

o_O

Cambaxirra disse...

Eu sou apegada Às minhas coisas, brinco sempre que tenho a "síndrome do esquilo", mas nossa, o Henry me ganhou, hahaha. E qdo ele notar tudo o q vc jogou fora, vai te matar! :P

Fulana disse...

eu apoio totalmente! e sempre tive mania de ir escondida dar o fim nas meias e outros objetos que considerava reprovados na patrulha estetica. nao deixa nao! kk

Neanderthal disse...

Gisa, eu tenho mania de guardar a caixa de tudo que eu compro, com a nota fiscal e manual do produto, caso tenha. Volta e meia, quando limpo minhas coisas, acho caixa de celular que coisas que não existem mais.
Tem que ficar de olho mesmo, senão quando menos nos damos conta estamos com a casa entulhada.
Tenho feito um exercício no sentido de jogar as coisas velhas fora e deixar o novo entrar na minha vida, porque eu confesso que sou desse tipo também!
Beijos e boa sorte!

Luiza Vieira disse...

Amiga quanto tempo!! Olha, o meu marido tbm guarda tranqueiras, larguei o marido. Mas como não é o seu caso, ajude-o porque pode ser realmente algo patológico, ou mesmo que seja apenas um forte apego é muito complicado. Estou aprendendo a fazer isso com roupas, diminui meu guarda-roupas à metade e me senti muito melhor. Conte-nos o resultado disso!! Estou curiosa. Beijos

Renata disse...

Eu já vi esse programa aqui e toda vez que assisto fico passada com as coisas que vejo, tenho muita dó dessas pessoas pois eles ficam agressivos quando jogam as coisas fora.
Pelo que vc escreveu o jeito é vc ir jogando fora as coisas quando ele não estiver mesmo ele reclamando Gisa acho que esse vai ser o jeito, sei que deve ser cansativo mas pelo menos é uma maneira de vc ir controlando a situação.
Espero de verdade que o Henry vá se desprendendo de todas essas coisas que não servem mais e começe a pensar no novo que está chegando!1
PS- Não é nenhum incomodo receber seus emails pelo contrário adorei qdo vc me escreveu e espero que vc tenha recebido meu email tbm :)
Agradeço de coração ao Henry, sua mãe e as suas amigas da igreja por perguntarem e orarem por mim.
Não tenho como agradeçer essa corrente de oração e pensamentos positivos que ando recebendo de vcs!!
Fiquem com Deus e um grande abraço!!

chris mazzola disse...

Hahahha!!! me divirto!!! Nos identificamos com muitas coisas. Esses Transtornos Obsessivos Compulsivos são os melhores!!!!

Srta. Forte disse...

Coincidentemente, hoje eu cortei com uma tesoura uma bermuda que minha mãe andou usando nos últimos dias. Veja bem: há uns 8 anos ela comprou uma calça. Uns 6 anos depois parou de usar. Passa um tempo, ela corta e transforma em bermuda. A bermuda fica dee molho e débora, ficando mais horrorosa do que já era. Ela põe no são de roupas pra doar. No dia de doar, vê que não dá pra doar, porque está velha demais. O que ela faz? Volta a vestir. Picotei todinha.

By Gisa