sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

(In)Sensibilidade Italiana

Daqui 20 dias vence a minha "Tessera Sanitaria". Preciso renovà-la urgentemente jà que, aqui na Italia, sem esse pedacinho de carta nao receberei atendimento nos hospitais e ambulatorios publicos. 

Quem nao tem "Tessera Sanitaria" nao recebe atendimento hospitalar, mesmo que chegue ao hospital perdendo sangue por todos poros e segurando os rins nas maos. Sem tessera, sem atendimento. Sem tessera sò tem duas opçoes: procurar um hospital particular (se tiver cash para tal) ou sair do Hospital para morrer na calçada.

Os italianos, fortunados, tem uma tessera que nao vence nunca. Os infortunados imigrantes ilegais (clandestinos) nao tem direito à tessera e por fim, nòs, imigrantes legais, precisamos renovà-la a cada ano. Um tremendo saco: Longo tempo de espera, humilhaçao (eles fazem de tudo para nao renovà-la), mal-educaçao de quem te atende e filas imensas. Coisa de "primeiro mundo", sabe.

Esse fato me deprime de uma forma particular, jà que perdi um amigo de uma forma muito traumatica. Ele vivia aqui hà 3 anos. Trabalhava, tinha familia, filho e tal. Mas era ilegal, e como tal, nao tinha tessera. Um dia ele começou a sentir coceiras e depois de algum tempo, as coceiras viraram dores. Ele tentou ir aos hospitais, mas... 'ce sabe... sem tessera,  sem atendimento. Quando as dores se tornaram insuportaveis ele resolveu ir se tratar no Brasil. Chegando là, descobriu que tinha Cancer de Pele. Jà em Metastase, devido à demora no tratamento. Morreu 6 meses depois. Prefiro nao dizer mais nada.

Continuarei meu discurso:

Os unicos que se salvam aqui sao as crianças. Elas podem receber atendimento, mesmo sem tessera. Afinal, sao crianças, e na misteriosa mente italiana por algum motivo as crianças sao mais "gente" que a gente grande. Vai entender.

Jà nòs, imigrantes legais, nao temos escolha a nao ser renovar, mesmo. Porque se a gente entra no hospital vomitando os pulmoes e com a tessera vencida, somos botados pra fora. Tipo cachorro, mesmo.

Ou melhor, nao como os cachorros... jà que aqui todo cachorro tem direito a atendimento veterinario. Se seu cachorro fica doente e morre sem voce o ter levado ao veterinario, recebe uma multa catastrofica, pois na misteriosa mente italiana "Eh inaceitavel que um animal sofra sem ter direito a um atendimento veterinario..."

Jà os seres humanos...

......

PS: O Henry nao concorda com o que digo, pois afirma que uma lei da Uniao Europeia garante atendimento a todos os clandestinos, mesmo sem tessera. Eu sei que a lei existe, mas aqui na Italia ela nao è respeitada. Eh reconhecida no papel, mas na pratica è bem diferente. Alem do meu amigo, presenciei muitos outros brasileiros ilegais nao receberem atendimento.

PS para o Henry: Enfim, amore mio, sei que devido a sua profissao, voce adora argumentar. Mas contra fatos nao hà argumentos. Perdonami, ti amo.
By Gisa