segunda-feira, 23 de março de 2009

Descoberta Fantástica

Hoje, pensando enquanto eu fumava (é, minha pausa para fumar é também minha 'pausa para pensar' eu entendi uma coisa e cheguei a uma conclusão sobre mim:

"Existe uma enorma diferença entre uma pessoa querer te fazer feliz pelo simples desejo de ver você feliz e uma pessoa querer te fazer feliz para não te perder."

A primeira opção é sublime, sincera, pura e desinteresseira. A segunda vem da simples necessidade de ter você. Vem do medo, da precisão de ter você. É algo como 'precisar' te fazer feliz, quase como uma obrigação.

Nas duas opções, o resultado pode ser o mesmo. Mas as intenções são absurdamentes diferentes. E eu valorizo MUITO, MUITO mais a intenção que o resultado.

Só para constar.

...
By Gisa